terça-feira, 26 de julho de 2011

Os irmãos Lumière


Os irmãos Lumière são geralmente considerados os inventores do cinema. Mas no fim do século XIX, outros inventores haviam descoberto um processo  capaz de projectar imagens ou fotografias animadas. Na França, o Praxinoscópio atraía um grande público para o teatro Grévin. Nos Estados Unidos, Thomas Edison tentava impor o Kinetoscópio.
Os irmãos Lumière, Auguste Marie Louis Nicholas Lumière e Louis Jean Lumière nasceram em Besançon, na França, em 1862 e 1864 respectivamente. Foram eles que fabricaram o cinematógrafo (câmara de filmar), sendo frequentemente referidos como os pais do cinema.
O cinematógrafo era uma máquina de filmar e projector de cinema, invenção que lhes tem sido atribuída mas cujo responsável terá sido Léon Bouly, em 1892, que terá perdido a patente, posteriormente registada pelos Lumière a 13 de Fevereiro de 1895.
A verdadeira divulgação do cinematógrafo, com publicidade e entradas pagas, teve lugar no dia 28 de Dezembro do mesmo ano, em Paris, no Grand Café, situado no Boulevard des Capucines. O programa incluía dez filmes. A sessão foi inaugurada com a projecção de La Sortie de l'usine Lumière à Lyon (A Saída da Fábrica Lumière em Lyon).
Os irmãos Lumière fizeram um digressão com o cinematógrafo, em1896, visitando Bombaim, Londres e Nova Iorque. As imagens em movimento tiveram uma forte influência na cultura popular da época: “L'Arrivée d'un train en gare de la Ciotat” (Chegada de um Comboio à Estação da Ciotat), filmes de actualidades,”Lé dejeineur de bebé” (O Almoço do Bebé) e outros, incluindo alguns dos primeiros esboços cómicos, como “L´Arroseur Arrosé”.
Os irmãos Lumière desenvolveram, ainda, o primeiro processo de fotografia a cores, o autocromo (‘’autochrome’’); a placa fotográfica seca, em 1896; a fotografia em relevo (1920); o cinema em relevo (1935); e a chamada ‘’Cruz de Malta’’, um sistema que permite que uma bobina de filme desfile por intermitência.

Auguste e Louis Lumière



2 comentários: